A origem dos R$ 653,9 milhões que a Lava Jato devolveu à Petrobrás

A origem dos R$ 653,9 milhões que a Lava Jato devolveu nesta quinta-feira, 7, aos cofres da Petrobrás são acordos de delação premiada ...

A origem dos R$ 653,9 milhões que a Lava Jato devolveu nesta quinta-feira, 7, aos cofres da Petrobrás são acordos de delação premiada e de leniência fechados no âmbito da mais ostensiva investigação já desfechada no País contra a corrupção.
Esta é a maior devolução já registrada no país por uma investigação criminal, destacou a Procuradoria.
Os recursos estão depositados na conta judicial da 13.ª Vara Federal de Curitiba e foram transferidos para a estatal petrolífera.
Desse total histórico – que representa a maior quantia já devolvida à estatal petrolífera na Lava Jato -, R$ 143,4 milhões foram repassados por meio de acordos de delação firmados com 36 investigados e R$ 510,4 milhões têm como fonte acordos de leniência com cinco empreiteiras.
Com o montante devolvido nesta quinta, 7, a Lava Jato já entregou à Petrobrás uma soma que alcança R$ 1,47 bilhão, o que significa apenas 13% do valor de R$ 10,8 bilhões previstos nos 163 acordos de colaboração e 10 de leniência celebrados perante a 13.ª Vara Federal Criminal de Curitiba e o Supremo Tribunal Federal.
Devoluções anteriores totalizaram R$ 821,6 milhões.
Dos R$ 653,9 milhões, o juiz Sérgio Moro, titular da 13.ª Vara, autorizou a transferência de R$ 55,1 milhões para a 11.ª Vara Federal de Goiás, no âmbito do caso Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S/A, a fim de que, posteriormente, proceda à destinação ou reserva dos valores.
Os R$ 55,1 milhões são recursos provenientes de parcelas de dois acordos de leniência celebrados no âmbito da operação Lava Jato.
A Procuradoria assinala que ‘o valor que está retornando para a Petrobrás é fruto de um trabalho apartidário, inovador e dedicado de centenas de servidores públicos’.
O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, disse que ‘é importante que sejam asseguradas condições para que esse trabalho possa prosseguir, com a punição de culpados e a recuperação do dinheiro desviado’.
“Medidas efetivas para reduzir de modo permanente os níveis da corrupção brasileira continuam a depender do Congresso Nacional”, alerta Deltan.
O procurador disse que ‘as colaborações premiadas resgataram o dinheiro da sociedade que estava no bolso dos corruptos’
“As colaborações são, de longe, o melhor instrumento para investigar a corrupção e ressarcir os cofres públicos. É preciso que o Judiciário preserve as colaborações premiadas para que a sociedade não fique a ver navios como no passado. Cada decisão sobre esse assunto é muito importante.”
Segundo a força-tarefa da Lava Jato os recursos devolvidos à Petrobrás poderão ser utilizados para alavancar diversos projetos, como a adequação da Plataforma de Mexilhão, que hoje produz 8 milhões de metros cúbicos de gás por dia e paga cerca de R$ 10 milhões em royalties por mês.
Localizada na Bacia de Santos (SP), essa plataforma está passando por obras para elevar a capacidade de escoamento de gás do pré-sal, permitindo também que a estatal continue sua trajetória de aumento de produção de petróleo.
O projeto vai viabilizar produção adicional de óleo no pré-sal e uma entrega de quase 4 bilhões de metros cúbicos de gás ao mercado, o que resultará em um pagamento estimado de R$ 600 milhões em royalties até 2023, prevê a força-tarefa.
DE VOLTA AOS COFRES DA PETROBRÁS
DELAÇÕES DE PESSOAS FÍSICAS: R$ 143.479.698,16
Agosthilde Mônaco de Carvalho – R$ 9.398.250,52
Antônio Pedro Campello de Souza Dias – R$ 1.439.642,48
Augusto Ribeiro de Mendonça – R$ 464.620,41
Cid José Campos Barbosa da Silva – R$ 13.584.858,50
Dalton dos Santos Avancini – R$ 283.128,83
Edison Freire Coutinho – R$ 401.281,90
Edison Krummenauer – R$ 3.608.332,54
Eduardo Costa Vaz Musa – R$ 19.900.683,37
Eduardo Hermelino Leite – R$ 692.857,16
Elton Negrão de Azevedo Junior – R$ 1.439.642,48
Fernando Antônio Falcão Soares – R$ 7.175.247,07
Hamylton Pinheiro Padilha Junior – R$ 753.301,39
João Carlos de Medeiros Ferraz – R$ 1.485.115,08
João Procópio Pacheco de Almeida Prado – R$ 4.225.603,89
João Ricardo Auler – R$ 1.452.434,60
José Adolfo Pascowitch – R$ 132.313,70
José Antônio Marsílio Schwarz – R$ 401.281,90
Julio Gerin de Almeida Camargo – R$ 7.469.693,57
Luis Eduardo Campos Barbosa da Silva – R$ 11.007.550,50
Luis Mario da Costa Mattoni – R$ 719.821,25
Luiz Augusto França – R$ 403.706,62
Marco Pereira de Souza Bilinski – R$ 403.706,62
Mário Frederico Góes – R$ 25.339.026,07
Milton Pascowitch – R$ 268.362,72
Milton Taufic Schahin – R$ 116.720,22
Otávio Marques de Azevedo – R$ 1.079.731,86
Paulo Roberto Dalmazzo – R$ 719.821,24
Pedro José Barusco Filho – R$ 534.309,31
Ricardo Ribeiro Pessoa – R$ 26.958.877,42
Roberto Trombeta – R$ 152.537,47
Rodrigo Morales – R$ 110.078,50
Salim Taufic Schahin – R$ 584.491,10
Shinko Nakandakari – R$ 12.991,05
Vinícius Veiga Borin – R$ 403.706,62
Walmir Pinheiro Santana – R$ 315.970,22
Acordo sob sigilo – R$ 40.000,00
ACORDOS DE LENIÊNCIA: R$ 510.479.256,76
Andrade Gutierrez – R$ 118.650.604,46
Braskem – R$ 362.949.960,81
Camargo Corrêa – R$ 28.767.413,55
Carioca Engenharia – R$ 71.589,29
SOG Óleo e Gás – R$ 39.688,65
Devoluções já realizadas para a Petrobrás na Lava Jato
11/05/15 – R$ 157.000.000,00 (valor referente ao acordo de Pedro Barusco)
31/07/15 – R$ 152.220.335,21 (valores referentes aos acordos de Pedro Barusco e Paulo Roberto Costa)
30/09/16 – R$ 145.585.131,34 (valor referente ao acordo de Júlio Faerman)
14/09/16 – R$ 2.000.000,00 (valor referente ao acordo de Expedito Machado Filho)
23/10/16 – R$ 754.329,39 (valor referente a leniência da SBM)
18/11/16 – R$ 204.281.741,92 (valores referentes a 18 acordos de colaboração e 3 leniências)
02/05/17 – R$ 8.000.000,00 (valor referente ao acordo de Sérgio Machado)
19/07/17 – R$ 45.887.732,55 (valor referente ao acordo de Sérgio Machado)
04/09/17 – R$ 18.854.501,59 (valor referente ao acordo de Sérgio Machado)
30/10/17 – R$ 87.044.010,81 (valores referentes aos acordos de leniência da Rolls-Royce e acordos de colaboração de Nestor Cerveró e Sérgio Machado)
07/12/17 – R$ 653.958.954,96 (valores referentes a 36 acordos de colaboração e 5 leniências)
TOTAL: R$ 1.475.586.737,77

COMENTÁRIOS

http://picasion.com/
Nome

Colunistas Noticias Politica
false
ltr
item
.: A origem dos R$ 653,9 milhões que a Lava Jato devolveu à Petrobrás
A origem dos R$ 653,9 milhões que a Lava Jato devolveu à Petrobrás
https://2.bp.blogspot.com/-bGMb1ZDrTb8/WinRSdfe8gI/AAAAAAAA6mE/3WTKXHXn42MyDZgYFvx3O9Mh8FHFdXD8ACLcBGAs/s320/petrobras-PAULO-VITOR-AGENCIA-ESTADO-768x370.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-bGMb1ZDrTb8/WinRSdfe8gI/AAAAAAAA6mE/3WTKXHXn42MyDZgYFvx3O9Mh8FHFdXD8ACLcBGAs/s72-c/petrobras-PAULO-VITOR-AGENCIA-ESTADO-768x370.jpg
.
http://www.rederadarnews.info/2017/12/a-origem-dos-r-6539-milhoes-que-lava.html
http://www.rederadarnews.info/
http://www.rederadarnews.info/
http://www.rederadarnews.info/2017/12/a-origem-dos-r-6539-milhoes-que-lava.html
true
2997983909287158768
UTF-8
Não foi encontrada nenhuma postagem VER TUDO Leia Mais Resposta Resposta cancelada Delete Por Home PÁGINAS POSTAGENS Veja tudo MAIS NOTÍCIAS tag ARQUIVO PROCURE TODAS AS POSTAGENS Not found any post match with your request Voltar ao início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minutos atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás Mais que 5 semanas atrás seguidores Segue THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy