SENADORA DO PT:‘se houver eleição indireta, haverá revolta nas ruas’

Seja na hipótese de renúncia ou de impedimento do presidente Michel Temer (PMDB), a senadora Regina Sousa (PT-PI) não acredita que uma e...

Seja na hipótese de renúncia ou de impedimento do presidente Michel Temer (PMDB), a senadora Regina Sousa (PT-PI) não acredita que uma eleição indireta para escolher seu sucessor vá devolver a paz ao país.
— Haverá revolta nas ruas. Os presidentes da Câmara e do Senado devem encaminhar as propostas pela eleição direta — recomendou Regina, nesta quinta-feira (18), no Plenário do Senado.
Segundo o Brasil 247, Os jornalistas Ricardo Noblat e Jorge Bastos Moreno, do Globo, que eram também porta-vozes oficiais do governo golpista, confirmam: Michel Temer renuncia nesta quinta-feira.
Em aparte, o senador Paulo Paim (PT-RS) disse que a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) deveria se reunir já na próxima semana para, de forma rápida, aprovar um caminho para as “diretas já”.
Após ressaltar a importância da mobilização popular em torno do afastamento de Temer, a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) disse que uma manifestação convocada para esse domingo (21) será suficiente para barrar qualquer acordo voltado para eleição indireta de presidente da República.
Delação da JBS
De acordo com os donos da JBS, os empresários Joesley Batista e seu irmão Wesley, Michel Temer indicou o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F (holding que controla a JBS).
Depois, o parlamentar foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley. O empresário disse a Temer que estava dando ao ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para ficarem calados. Diante da informação, Temer incentivou: "Tem que manter isso, viu?". O teor das delações foi publicado pelo colunista Lauro Jardim, do Globo.
Em nota, Temer disse que "jamais" solicitou pagamentos para obter o silêncio de Cunha e negou ter participado ou autorizado "qualquer movimento" para evitar delação do correligionário. Por meio de sua assessoria, o deputado Rodrigo Rocha Loures informou que ele que vai "esclarecer os fatos divulgados" sobre a delação.
Vendas de cargos e corte de juros
Por meio de seu operador Rodrigo da Rocha Loures, deputado federal pelo PMDB-PR, Temer também deu à JBS o direito de nomear servidores em vários órgãos federais, em troca de propina, oferecendo cargos no Cade, na Comissão de Valores Mobiliários, na Receita Federal, no Banco Central e na Procuradoria da Fazenda Nacional, segundo informou Lauro Jardim (veja aqui).
Temer também antecipou a Joesley Batista uma informação privilegiada: a de que o o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, cortaria a taxa de juros em 1 ponto porcentual, informa a Folha.
Aécio
O senador Aécio Neves, arquiteto do golpe junto com Eduardo Cunha, também foi gravado, pedindo R$ 2 milhões a Joesley para pagar advogados. O dinheiro entregue a um primo do presidente do PSDB. Segundo a PF, que filmou a cena, o dinheiro foi depositado numa empresa do senador Zeze Perrella (PSDB-MG).
O colunista Lauro Jardim também informou que, na conversa com Joesley Batista no Hotel Unique, em São Paulo, no dia 24 de março, Aécio lhe ofereceu a possibilidade de nomear um diretor da Vale. Foi naquela ocasião que Aécio pediu R$ 2 milhões para, supostamente, pagar advogados.
O tucano tratou a propina como venda de apartamento. "Foi proposta, em primeiro lugar, a venda ao executivo de um apartamento de propriedade da família. O delator propôs, entretanto, já atendendo aos interesses de sua delação, emprestar recursos lícitos provenientes de sua empresa, o que ocorreu sem qualquer contrapartida, sem qualquer ato que mesmo remotamente possa ser considerado ilegal ou mesmo que tenha qualquer relação com o setor público. Registre-se ainda que a intenção do senador sempre foi, quando da venda do apartamento, ressarcir o empresário", disse ele, em nota.
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já pediu a prisão do senador, afastado do cargo pelo ministro-relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, que negou a detenção do parlamentar.
A irmão do senador foi presa e já está no Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, em Belo Horizonte. A Polícia Federal ainda não divulgou as razões do pedido de prisão.
Segundo Lauro Jardim, Andrea intermediou um encontro entre Aécio e Joesley Batista no início deste ano, ocasião em que o tucano foi gravado solicitando os R$ 2 milhões.

COMENTÁRIOS

http://picasion.com/
Nome

Colunistas Noticias Politica
false
ltr
item
.: SENADORA DO PT:‘se houver eleição indireta, haverá revolta nas ruas’
SENADORA DO PT:‘se houver eleição indireta, haverá revolta nas ruas’
https://1.bp.blogspot.com/-KMXfaQhsar8/WR3xdQn9CbI/AAAAAAAA6LU/BhVjHvZIebAFoi0IC6ajkoOeSMAw6YJZwCLcB/s320/images_cms-image-000514505.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-KMXfaQhsar8/WR3xdQn9CbI/AAAAAAAA6LU/BhVjHvZIebAFoi0IC6ajkoOeSMAw6YJZwCLcB/s72-c/images_cms-image-000514505.jpg
.
http://www.rederadarnews.info/2017/05/senadora-do-ptse-houver-eleicao.html
http://www.rederadarnews.info/
http://www.rederadarnews.info/
http://www.rederadarnews.info/2017/05/senadora-do-ptse-houver-eleicao.html
true
2997983909287158768
UTF-8
Não foi encontrada nenhuma postagem VER TUDO Leia Mais Resposta Resposta cancelada Delete Por Home PÁGINAS POSTAGENS Veja tudo MAIS NOTÍCIAS tag ARQUIVO PROCURE TODAS AS POSTAGENS Not found any post match with your request Voltar ao início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minutos atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás Mais que 5 semanas atrás seguidores Segue THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy