Governo prevê receita de R$ 1,5 bi com volta de PIS/Cofins no etanol em 2017

O governo federal prevê uma receita extra de R$ 1,5 bilhão em 2017 com a volta da cobrança de PIS/Cofins de R$ 0,12 por litro do etanol ...

O governo federal prevê uma receita extra de R$ 1,5 bilhão em 2017 com a volta da cobrança de PIS/Cofins de R$ 0,12 por litro do etanol hidratado a partir de 1º de janeiro. Para a equipe econômica de Henrique Meirelles o tributo sobre o combustível renovável será uma das poucas novas fontes extras de receita tributária automática no próximo ano, ou seja, sem que haja a necessidade de qualquer ato presidencial ou mesmo aprovação do Congresso.
A receita com o PIS/Cofins é, no entanto, apenas um pequeno alívio no caixa do governo para cobrir os R$ 55 bilhões que faltam para o cumprimento da meta fiscal do próximo ano, de déficit de R$ 139 bilhões, e faz parte da política de revisões de todas as desonerações concedidas durante o governo da presidente afastada Dilma Rousseff (PT). Em 2016, o universo de desonerações ficará em R$ 271 bilhões.
A desoneração dos R$ 0,12 de PIS/Cofins por litro do etanol hidratado integrava um pacote de bondades concedido por Dilma em abril de 2013 às usinas sucroenergéticas. Outra medida dada à época foi o aumento da mistura do etanol anidro à gasolina de 20% para 25%, porcentual que posteriormente foi ampliado para até 27%.
A suspensão do tributo tem prazo de validade em 31 de dezembro deste ano e a renúncia fiscal superou R$ 5 bilhões no período. Só este ano a previsão é de R$ 1,516 bilhão a menos nos cofres com essa desoneração.
Com o prazo se esgotando, o setor produtivo tenta, junto ao governo, alternativas para evitar o retorno da cobrança do imposto que onera a produção do combustível e não consumo. A presidente executiva da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Elizabeth Farina, disse ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real da Agência Estado, que não há uma solução imediata e o fim desse crédito tributário "vai representar uma perda de competitividade do etanol hidratado".

Isso significa que a alta do preço do etanol hidratado nas usinas deve chegar de alguma forma aos consumidores nos postos de combustíveis, mesmo em valores menores que os R$ 0,12 por litro e ampliar a competitividade da gasolina. Segundo a presidente da Unica, três alternativas são negociadas pelo setor com representantes do governo federal para ao menos minimizar os impactos da volta do PIS/Cofins sobre o etanol.
A primeira opção é a prorrogação da isenção; a segunda é a mudança de alíquota para um novo patamar e a última seria, segundo Farina, "compensação, com outro tipo de instrumento, que preserve o diferencial de competitividade do etanol sobre a gasolina". Essa terceira opção seria o aumento da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) cobrada sobre a gasolina, hoje em R$ 0,10 por litro.
O aumento da Cide atrelada ao retorno do PIS/Cofins ao setor produtivo de etanol manteria a competitividade do combustível de cana em relação ao de petróleo e traria ainda mais receita ao governo federal. No entanto, como a Cide é cobrada diretamente na ponta final do consumo, qualquer aumento significaria inflação. Portanto, essa medida é refutada por uma corrente do governo, principalmente do Banco Central (BC), que luta para trazer o IPCA de 2017 para o centro da meta, em 4,5%.
Ainda de acordo com Farina, nas negociações a Unica já encaminhou ao governo uma série de estudos com os benefícios gerados pela desoneração do etanol, principalmente no emprego, com a retomada do setor, e na balança comercial, com a redução na importação de petróleo e gasolina substituídos pelo etanol. "O setor é um dos poucos que aumentaram o emprego, cresceu sua participação na matriz de combustíveis do ciclo Otto (etanol e gasolina) e espero que tomem uma decisão olhando essas dimensões", disse ela.
Já o diretor financeiro e de relações com investidores do Grupo São Martinho, Felipe Vicchiato, mostrou ceticismo quanto a uma possível permanência da isenção do PIS/Cofins aos produtores e ainda em relação a aumento da Cide sobre a gasolina. Em teleconferência com analistas anteontem, Vicchiatto disse que a volta, em janeiro de 2017, da cobrança ao produtor do tributo "significa perda de produtividade na cadeia, porque aumentará o etanol na bomba e reduzirá o consumo, trazendo um ajuste da demanda à oferta".
Além disso, na avaliação do executivo, com o retorno do PIS/Cofins o Grupo São Martinho não considera "por ora" o aumento da Cide pelo governo. "O que a gente sabe é que, olhando do ponto de vista de inflação, a Cide impacta no curto prazo e é mais carga tributária", resumiu.

COMENTÁRIOS

http://picasion.com/
Nome

Colunistas Noticias Politica
false
ltr
item
.: Governo prevê receita de R$ 1,5 bi com volta de PIS/Cofins no etanol em 2017
Governo prevê receita de R$ 1,5 bi com volta de PIS/Cofins no etanol em 2017
https://3.bp.blogspot.com/-5VZyk1qMbrA/V6zucpoBz_I/AAAAAAAA0WY/_JMwODMOgss9Gkmv4LKtmhXxL-hQ12IjQCLcB/s400/1422903834934.jpg
https://3.bp.blogspot.com/-5VZyk1qMbrA/V6zucpoBz_I/AAAAAAAA0WY/_JMwODMOgss9Gkmv4LKtmhXxL-hQ12IjQCLcB/s72-c/1422903834934.jpg
.
http://www.rederadarnews.info/2016/08/governo-preve-receita-de-r-15-bi-com.html
http://www.rederadarnews.info/
http://www.rederadarnews.info/
http://www.rederadarnews.info/2016/08/governo-preve-receita-de-r-15-bi-com.html
true
2997983909287158768
UTF-8
Não foi encontrada nenhuma postagem VER TUDO Leia Mais Resposta Resposta cancelada Delete Por Home PÁGINAS POSTAGENS Veja tudo MAIS NOTÍCIAS tag ARQUIVO PROCURE TODAS AS POSTAGENS Not found any post match with your request Voltar ao início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minutos atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás Mais que 5 semanas atrás seguidores Segue THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy